• whatspp 11 98139-4681
  • adm@revistaeducacaoevolucao.com.br

RESUMO
Este trabalho partiu da temática sobre a contribuição da Educação Física para a criança do Ensino Fundamental, tendo como objetivo principal discutir a problemática do Sedentarismo na infância e os problemas causados pela falta de atividades físicas. Partindo do pressuposto de que o sedentarismo é uma doença que vem avançando muito nos últimos anos devido ao tempo utilizado para se dedicar ao uso das ferramentas tecnológicas, trouxemos o seguinte questionamento: De que forma as atividades físicas escolares podem beneficiar o desenvolvimento das crianças do Ensino Fundamental? Assim, esse artigo fundamenta-se na pesquisa bibliográfica de cunho qualitativo, baseando-se na leitura e reflexão de livros e artigos relacionados ao tema. Dessa forma, conclui-se que as brincadeiras e as atividades físicas no Ensino Fundamental pode ser uma alternativa para a resolução de vários conflitos existentes na vida social da criança e adolescente e, resgatando tais brincadeiras, as crianças poderão interagir, conviver com o outro e desenvolver trabalhos em equipe, respeitando as diferenças e limitações do próximo.

download

RESUMO
Este trabalho tem como objetivo investigar a relação de afetividade entre professor e aluno e sua relevância como fator da prática pedagógica. Para tanto, utiliza-se uma pesquisa aplicada, de natureza bibliográfica, fundamentada na reflexão da leitura de livros, artigos e revistas, tendo por base também a pesquisa de grandes autores referente a este tema de forma qualitativa. Assim, conclui-se que a afetividade contribui para mediar o aprendizado tornando possível melhorar as relações interpessoais, fortalecendo os laços de amizade, permitindo existir o respeito, amizade, solidariedade, generosidade e confiança, além de melhorar o desempenho educacional e representar um aspecto importante no processo de aprendizagem, que tem como base o respeito mútuo, o diálogo e, principalmente o carinho recíproco

download .

RESUMO
Este artigo analisa a possibilidade de aplicação da ludicidade nas aulas de língua inglesa, como instrumento de estímulo no processo de ensino e aprendizagem da língua estrangeira. Sendo assim, torna-se importante o questionamento sobre como os jogos e brincadeiras poderiam contribuir com as aulas de Língua Inglesa como parte integrante da aprendizagem dos alunos. Para responder a esta questão a pesquisa se fundamenta na metodologia bibliográfica de caráter qualitativo. Assim, conclui-se que o papel do professor é extremamente importante, pois é ele o responsável pelos recursos ludo-pedagógicos, criando espaços, disponibilizando materiais, participando das brincadeiras e fazendo as mediações necessárias para a construção do conhecimento.

download .

RESUMO
Este artigo tem como objetivo refletir sobre a educação musical como uma abordagem para a aprendizagem dos alunos dos anos iniciais do ensino fundamental. Destaca-se que a educação para a diversidade e cidadania amplia a capacidade de expressão e reflexão da linguagem cultural de um povo. Dessa forma surge o seguinte questionamento: Como a música interfere no processo de ensino-aprendizagem dos alunos dos anos iniciais do Ensino Fundamental? Para tanto, este artigo utiliza uma metodologia de pesquisa bibliográfica, de cunho qualitativo. Sendo assim, conclui-se que a educação musical se coloca como uma abordagem para a formação do aluno como cidadão integral, pois favorece o desenvolvimento cognitivo, linguístico, psicomotor e sócio-afetivo da criança, além dos benefícios que se pode obter, desde seu desempenho, motivação e atenção nas tarefas.

download

RESUMO
O referido artigo tem como objetivo principal refletir sobre a inclusão da música no universo da criança com necessidades educacionais especiais, observando sistematicamente o interesse e o comportamento dos alunos que apresentam dificuldades de aprendizagem. Dessa forma, para discutir a temática sobre a relação da música e a criança com necessidades educacionais especiais, este artigo busca respostas para o seguinte questionamento: Como a música contribui para o desenvolvimento das crianças com necessidades educacionais especiais? Contudo, utilizamos a pesquisa bibliográfica, fundamentada na reflexão de leitura de livros, artigos, revistas e sites, bem como pesquisa de grandes autores referente a este tema de forma exploratória. Sendo assim, conclui-se que a musicalização é uma ferramenta para ajudar os alunos a desenvolverem o universo que conjuga expressão de sentimentos, suas ideias, valores culturais, além de auxiliar a comunicação do indivíduo com o mundo exterior e seu universo interior.

download .

RESUMO
A escolha do tema sobre a relação da família e escola na parceria da aprendizagem das crianças nos anos iniciais do Ensino Fundamental surgiu da necessidade de refletir sobre o papel que ambas fazem na vida escolar da criança nessa etapa de sua vida. Com isso, o objetivo principal deste artigo é refletir sobre o papel da família e da escola no processo de desenvolvimento e aprendizagem, como promotora e das crianças do Ensino fundamental. Nesse sentido, formulamos as seguintes questões que nortearam a investigação: qual a importância da participação da família nas séries iniciais do Ensino Fundamental como parceira do processo de aprendizagem das crianças? A metodologia utilizada é a bibliográfica de cunho qualitativo. Assim, conclui-se que a escola e a família precisam entender suas funções na educação do aluno e, assim, intervir nessa formação, a fim de inseri-los na sociedade e prepará-los para o futuro.

download

RESUMO
O presente trabalho tem como objetivo conhecer e compreender as particularidades da criança autista, abordando como a disfunção do comportamento social pode ser trabalhada no contexto escolar, através de discussões sobre os desafios na educação da criança autista para que haja efetivamente sua inclusão escolar. Diante do exposto e das lacunas que envolvem o processo de atendimento ao aluno autista na educação regular, questiona-se: Como enfrentar as dificuldades de aprendizagem da criança autista de forma a auxiliá-la em sua interação em sala de aula? Assim, utiliza-se a metodologia bibliográfica e qualitativa baseada em estudos de artigos e livros relacionados ao tema. Conclui-se então que os principais obstáculos apontados para a inclusão de autistas na escola regular considerando os pontos positivos e os contrapontos da inclusão, nesse cenário, o professor tem o papel fundamental no propósito de identificar o autismo, promover a interação da criança com os demais alunos, estimular sua comunicação/linguagem e garantir a progressão de sua aprendizagem.

download

Sumário V.1, N.1 (MAIO 2019)

capa

index.html